quinta-feira, 17 de julho de 2008

O silêncio dos "inocentes"



"A EDP foi a vencedora do concurso de construção das barragens de Alvito e Fridão caso não surjam razões de natureza administrativa em contrário, disse hoje à agência Lusa o presidente do Instituto da Água (INAG), Orlando Borges.
"Se não houver razões de natureza administrativa em contrário, a EDP é a vencedora, uma vez que o critério financeiro é determinante" neste concurso e a EDP foi a concorrente que ofereceu valores mais altos, que totalizaram os 161,7 milhões de euros para as barragens de Alvito e Fridão, adiantou Orlando Borges.

O júri do concurso vai agora fazer um relatório e consultar os restantes concorrentes à construção da barragem de Fridão, as espanholas Unión Fenosa, Iberdrola e Endesa que apresentaram propostas que variaram entre os 80,001 milhões de euros e os 20 milhões de euros.

Segundo o presidente do INAG, não havendo contestação dos concorrentes vencidos ou problemas administrativos com a proposta da EDP, a construção da barragem será adjudicada à empresa portuguesa dentro de "oito a quinze dias". "
(...)

MARÃOonline

1 comentário:

João Pinheiro disse...

Acho que é incrivel esta calma e tranquilidade por parte dos Partidos e respectiva Câmara em relação a construção da Barragem.
Depois desta noticia acho que se torna necessário e urgente por parte dos nossos dirigentes tomarem uma posiçao relativamente a este assunto.